DIRECÇÃO: ALEXANDRE ANDRADE (DIRECÇÃO GERAL) e RUI SOARES

músicos 

colaboradores desde 2014

Direcção Geral e Direcção Artística

Alexandre Andrade Natural de Souto, concelho de Santa Maria da Feira, é Professor auxiliar do I.S.E.I.T-Viseu, Instituto Piaget (Portugal), professor Convidado da Universidade Federal de Alagoas e Universidade Federal da Bahia (Brasil) e prof. de Flauta no Conservatório de Música da JOBRA (Portugal). É Licenciado em Ensino de Flauta Transversal (Universidade de Aveiro) em 1995, na classe de Pedro Couto Soares, realizou o Mestrado em Performance na Irlanda (Waterford Institute of Technology) em 1997. Doutorou-se em Música (Universidade de Aveiro) em 2005, dedicando a sua tese A presença da flauta traversa em Portugal de 1750 A 1850, seu repertório e performance do traverso na 2ª metade do séc. XVIII e 1ª metade do séc. XIX. Em setembro de 2016, concluiu o Mestrado em Interpretação - Música Antiga - Traverso, na ESMAE (Porto) na classe do prof. Olavo Barros. Também trabalhou em Orquestra Barroca com os professores Pedro Sousa e Silva, Ana Mafalda Castro, Benjamim Chénier e Marco Ceccato. Membro fundador dos agrupamentos Ensemble Ars Iberica, Iberian Ensemble e Ventos do Atlântico tem realizado concertos e formação na área da Música Antiga em Portugal continental, Açores, Espanha; Inglaterra, República Checa e Brasil.


Direcção Artística

Rui Soares Natural de Fiães, concelho de Santa Maria da Feira Rui Soares é organista e cravista. Aprendendo órgão como autodidata, cedo ocupou o lugar de organista da sua Paróquia. Foi admitido, como exceção (com 14 anos) na Escola de Ministérios Litúrgicos - Diocese do Porto - onde frequentou o Curso de Música Litúrgica na vertente Órgão. Em 2005, sob orientação do Prof. Luca Antoniotti, concluiu com nota máxima o Curso Complementar de Órgão no Conservatório Regional de Gaia. Paralelamente, realizou com a Professora Ana Mafalda Castro, o Curso Livre de Cravo da ESMAE - Porto. Em 2006 concluiu o III Curso Nacional de Música Litúrgica na vertente Direção. Obtém o grau de licenciado em Música Sacra pela Escola das Artes - Universidade Católica Portuguesa, onde concluiu a Disciplina de Órgão com nota máxima na classe do Prof. Luca Antoniotti. Frequentou vários cursos, seminários e Masterclasses de aperfeiçoamento, sob orientação de insignes mestres, entre os quais se destacam Roman Perucki, Olivier Latry, Franz J. Stoiber; Daniel Roth, Kristian Olesen, Leonel Rogg, Bernard Winsemius. Em 2008 efectuou uma gravação de órgão para a RDP. Como compositor, para além de vários cânticos compostos para a liturgia, estreou em 2008 em Lisboa a Cantata para o Natal para orquestra, coro e solista e em 2009 a "Missa Ressuressis Die" para 2 coros, metais e órgão. Em 2012 obteve o grau de Mestrado com distinção "Cum Laude" em música antiga no Conservatório de Amesterdão onde estudou cravo na classe do Prof. Tileman Gay, órgão na classe do Prof. Pieter Van Dijk e estudou com o Prof. Ton Koopman. Já gravou alguns CD's, o primeiro com obras para órgão e trompete no órgão da Matriz de Espinho em 2007; o segundo CD para a inauguração do órgão da Igreja Matriz de Nogueira da Regedoura em 2010, o terceiro CD no órgão de St. Jan de Doper em Haarlem na Holanda; no órgão de tubos da igreja Matriz de Carregosa e o último no órgão Arp-Schnitger de Moreira da Maia. É organista na Igreja da Senhora da Conceição no Porto e desde Dezembro de 2015 é o responsável pelos concertos de órgão diários na Igreja dos Clérigos no Porto É membro fundador do Quarteto Vocal Gaudium Vocis e dirige o grupo Mvsica Antiqva Porto. É professor de órgão no Colégio de Música de Fiães. Tem colaborado com orquestras e coros nos quais se destacam a Orquestra Sinfónica Casa da Música, Banda Sinfónica Portuguesa, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Clássica do Centro, Orquestra Calouste Gulbenkian, Coro da Sé Catedral do Porto, Coro Polifónico da Lapa. A sua atividade concertística tem sido imensa, integrando festivais e inúmeros concertos em Portugal, Espanha, França, Suíça, Itália, Bélgica e Holanda.


colaboradores

traverso Olavo Barros; Adriana Nascimento; Rui Correia 

oboé barroco António Vidal; Andreia Carvalho

fagote barroco Joana Almeida

chalumeau Joel Barbosa

violino barroco Mariña Garcia-Bouso; Luís Peres, Débora Cerqueira, Josepe Andoni Villar

viola Carlos Ferreira

trompa natural Celso Benedito

cravo Catarina Sousa; José Maurício Brandão

violoncelo barroco David Cruz; Remi Kesteman

viola da gamba Jardel Sousa, David Cruz

alaúde Vinicius Perez